SOS Bicho Urbano: Ibirama terá parceria para controle populacional de cães e gatos

Mais Imagens



A Prefeitura de Ibirama deverá consolidar nos próximos dias, parceria com a ONG SOS Bicho Urbano com o objetivo de auxiliar no controle populacional de cães e gatos. A informação foi passada pela presidente da instituição,  Neuranei Salete Bonfiglio, na Tribuna Cultural da Câmara, na noite desta última segunda-feira, 12 de junho.

Esse projeto é regulamentado pelo Programa de Educação em Saúde, Guarda Responsável e Esterilização Cirúrgica, do Conselho Federal de Medicina Veterinária e foi aprovado pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV/SC).  Para desenvolver o projeto, a instituição realizará blitzes, seminários e campanhas de esterilização cirúrgica, contando com o apoio da Prefeitura de Ibirama e demais entidades constituídas.

De acordo com Neuranei, o projeto SOS Bicho Urbano contempla diversas atividades, tais como:

a) Ações de conscientização: trabalhadas de forma lúdica e comemorativa, valorizando o respeito e a responsabilidade para todas as formas de vida;

b) Seminários: visando reunir protetores, defensores e simpatizantes da causa animal, com o objetivo de debater e incentivar a divulgação de conhecimentos, integrando pessoas e profissionais que trabalham em prol dos animais;

c) Esterilização cirúrgica: com o objetivo de oferecer a possibilidade de esterilizar caninos e felinos, independente do sexo, raça, tamanho e peso, por um valor único e social. Os projetos de esterilização cirúrgica são oferecidos na forma de mutirões itinerantes, em estruturas adaptadas, realizados por médicos veterinários parceiros do instituto SOS Bicho Urbano e que seguem todas as orientações do CRMV/SC;

d) Inventário animal: permite identificar e cadastrar cães e gatos que vivem no município. O objetivo é planejar ações de acordo com as informações adquiridas para a realização de campanhas de esterilização e microchipagem, buscando mais responsabilidade dos munícipes com seus animais e como forma de evitar o abandono, minimizando os problemas decorrentes de animais soltos em vias públicas, além de incentivar a adoção e a guarda responsável.