Orçamento Regionalizado foi debatido na Câmara de Vereadores de Ibirama

Mais Imagens



Segundo Dóia, é importante que estas prioridades atendam os interesses regionais com obras estruturantes. Como o Orçamento Regionalizado deste ano deverá ser impositivo, com recursos definidos para aplicação pelo Governo do Estado, a partir de um percentual baseado na receita líquida do Estado no exercício de 2015, é fundamental que as obras sejam definidas tendo em vista o desenvolvimento regional.

De acordo com Dóia, a definição dos recursos para cada uma das regionais deve ser realizado a partir de três premissas: a área territorial de cada região, a população e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). E as obras definidas terão os recursos garantidos. O secretário executivo da ADR Ibirama, José Adalcio, entende que antes da realização da Audiência Pública da Alesc, é importante uma conversa preparatória com prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, para definir as necessidades da região.