Capitão explica situação do sistema de videomonitoramento

Mais Imagens



Na sessão desta segunda-feira, 19, o Capitão da 2ª. Companhia  e 13º. Batalhão da Polícia Militar de Ibirama, Jonatas Davi de Souza, ocupou a Tribuna Cultural para apresentar informações sobre o funcionamento das câmeras de videomonitoramento instaladas no município.

Os vereadores solicitaram esclarecimentos sobre o sistema após receberem reclamações de instabilidade e baixa qualidade das imagens, não permitindo precisão na identificação, principalmente no período noturno.

O Capitão explicou que câmeras instaladas estão em processo de manutenção pela empresa responsável e que o sistema atende bem, com boa nitidez, durante o dia. “Durante à noite, realmente há perda de precisão, em função de névoa, chuva, iluminação deficiente e reflexos diversos”, assinalou.  Disse ainda que o sistema já deu grande contribuição na resolução de delitos e abordagem de veículos.

Os vereadores fizerem vários apartes, em busca de esclarecimentos.  Valdemar Schaeffer destacou o grande investimento feito pela municipalidade  neste sistema – cerca de R$ 350 mil – e acredita que deveria estar melhor aparelhado no sentido de auxiliar a prevenção e o combate ao crime.  Já José Vanderlei da Silva, que é empresário e teve sua empresa têxtil invadida por ladrões no mês de maio, lamentou não poder contar com as imagens do sistema. “As câmeras estavam desfocadas e com péssima qualidade de imagem, mas era de noite e com garoa, que deve ter dificultado a nitidez”.

Jonatas aproveitou para destacar que além da PM, a Polícia Civil também tem acesso às imagens, transformando o sistema numa importante ferramenta de investigação criminal. Através de uma senha, os policiais civis pode, checar as imagens em tempo real ou fazer consultas nos arquivos de dias anteriores. “O sistema precisa de uma nova calibração e é muito positivo na vigília do município em vários pontos estratégicos”, destacou.