Câmara rejeita projeto para compra de imóvel

Mais Imagens



No encerramento dos trabalhos legislativos deste ano, com a realização da sessão extraordinária na noite de terça-feira, 20, os vereadores de Ibirama rejeitaram com sete votos contrários (um a favor e duas abstenções) o Projeto de Lei encaminhado pelo Poder Executivo para a desapropriação e aquisição de imóveis da empresa Riosul Administradora de Imóveis. Trata-se de imóvel localizado no centro de Ibirama, declarado de utilidade pública, com o objetivo de instalar prédios públicos.

Os vereadores rejeitaram com um argumento uníssono: em função da precariedade das finanças públicas, este não é melhor momento para a aquisição. Os vereadores argumentaram ainda que o município apresenta inúmeras outras necessidades.

O prefeito Francisco Asbreno Lohn usou a tribuna para ressaltar sobre a importância do projeto, uma vez que a Prefeitura paga uma alta quantia com aluguéis para abrigar os serviços públicos.

O vereador Adriano Poffo (PMDB), que assume o Executivo no próximo ano entende que se trata de um imóvel importante para municipalidade mas a Prefeitura não dispõe de recursos “com uma luta férrea para fechar as contas em dia”. O imóvel está avaliado em R$$ 550.000,00.

Poffo citou que, de imediato, o município apresenta quatro grandes demandas, que são a conclusão da pavimentação da rua Blumenau,  Conclusão do parque de Eventos, restauração de trecho da pavimentação asfáltica da Rua XV de Novembro, ponte da área da área central, dentre outros.